EcoCamp Patagonia

O EcoCamp é uma experiência sustentável em Torres del Paine

Torres del Paine é um dos destinos mais desejados pelos amantes da natureza e aventura. O belíssimo parque nacional está localizado no extremo sul do Chile, na região de Magalhães, ao sul da Patagônia.

Suas paisagens são impressionantes, tendo como principal referência as famosas torres que dão nome ao parque. Mas há muito mais o que ver por lá. Além dos famosos circuitos de trekking, é possível fazer trilhas mais leves e observar de perto a incrível fauna da região.

Dentro do parque, uma das opções mais interessantes para se hospedar é o EcoCamp Patagonia, que tem uma proposta premiada de turismo sustentável e redução do impacto ambiental. Fundado em 2001 por dois engenheiros chilenos, o hotel foi o primeiro do mundo a adotar domos geodésicos como acomodações.

Com o objetivo de criar uma opção de hospedagem única e sustentável, eles se inspiraram nas casas das antigas tribos indígenas locais para criar cúpulas geodésicas totalmente eco-friendly, que funcionam com energia solar e hidráulica, oferecendo ao mesmo tempo conforto e integração com a natureza.

O hotel é formado por um conjunto de domos, incluindo os da recepção e restaurante, instalados sobre estruturas de madeira de tal forma que, se for desmontado, o local permanecerá como era antes. E que local!

Da área do hotel – e da janela da maioria dos domos – é possível ver as famosas Torres del Paine. Uma experiência única acordar com essa vista!

Domos

São quatro categorias de acomodação: Suite Dome, Suite Dome Loft, Superior Dome e Standard Dome. Ficamos em um Suite Dome com cama king size, aquecedor a lenha, banheiro equipado com aquecedor e água quente, varanda privativa e decoração no estilo patagônico. Da janela era possível ver as torres ao fundo e, às vezes, algumas lebres de manhã.

Todas as tardes, os funcionários do hotel acendem a lareira para que o domo esteja aquecido quando você chegar do seu passeio. Nos quartos também há uma seleção de chás e é possível pedir água quente para preparar o seu preferido.

Os banheiros são equipados com sanitário compostável, que é igualzinho a um vaso sanitário normal, porém utiliza menos água e os dejetos são destinados a uma composteira que produz adubo para áreas de reflorestamento.

No chuveiro, os produtos disponibilizados são todos biodegradáveis.

Os Superior Domes são semelhantes, porém um pouco menores. Já nos Standard Domes o banheiro é compartilhado e não há aquecimento. Por isso eles só estão disponíveis nos meses mais quentes.

Community Dome

As áreas comuns do hotel também estão instaladas em domos. Ao chegar fomos recebidos no belo domo da recepção, que abriga uma lojinha com itens de produção local e produtos com a marca do EcoCamp.

Os Community Domes são um espaço com grandes domos interligados onde ficam o restaurante, o bar e uma área de estar. Lá são servidos o café da manhã e jantar e é onde os hóspedes e guias se encontram para planejar as atividades do dia. Também há uma charmosa área externa com bancos e espaços para descansar.

Além deles, há o Yoga Dome, onde são oferecidas aulas de yoga todos os dias ao amanhecer, e um pequeno domo usado como espaço de massagem.

A comida é um capítulo à parte no EcoCamp. Todos os dias os hóspedes podem escolher o jantar dentre as opções do menu do dia. As refeições são preparadas com ingredientes locais, inspiradas em pratos típicos da Patagônia, sempre com bela apresentação e alguns toques especiais do chef.

A atenção aos detalhes também se reflete no atendimento simpático e em pequenas gentilezas, como uma mensagem em português marcando a nossa mesa no último dia.

Como o grande objetivo de quem vem a Torres del Paine é fazer atividades pelo parque, não é servido almoço no EcoCamp. Os hóspedes são convidados a preparar seu lunch box para levar nos passeios. Durante o café da manhã, são disponibilizados em uma mesa vários tipos de pães, frios e outros ingredientes para os sanduíches. Achei a ideia muito simpática e funcionou muito bem.

Atividades

Os programas no EcoCamp são, em sua maioria, all inclusive com hospedagem, refeições e atividades incluídas. São várias opções de programas para quem procura desde atividades mais leves até trekkings de vários dias.

Os hóspedes são divididos em grupos de acordo com o programa escolhido e se reúnem todos os dias com os guias para decidir as atividades que desejam fazer. A integração entre os grupos de turistas de várias partes do mundo é mais uma parte bacana da experiência.

Outro ponto interessante é que o hotel opta por não oferecer conexão à internet. A frase “there is no wi-fi in Patagonia but you will find a better connection” está em vários lugares. Realmente desconectar-se faz toda a diferença e torna a experiência ainda mais especial.

Como chegar

A viagem até Torres del Paine é longa. O aeroporto mais próximo fica em Punta Arenas, a 3 horas de vôo da capital Santiago. De lá são 3 horas por via terrestre até Puerto Natales, a cidade mais próxima, e mais cerca de 2 horas até o parque. Também é possível chegar via El Calafate, na Argentina.

O EcoCamp oferece aos hóspedes o transfer de ida e volta do aeroporto ou hotel em Punta Arenas ou Puerto Natales. A boa notícia é que o caminho é cheio de belas paisagens e você corre o risco de pegar um curioso congestionamento de carneiros na estrada.

Dicas e Informações

  • O hotel fecha durante o inverno, entre maio e setembro, por conta do clima severo da Patagônia e de sua política de economizar energia e evitar usar eletricidade.
  • Durante a estadia, você estará totalmente desconectado. Avise quem for necessário e resolva pendências pela internet antes de chegar lá.
  • As atividades são todas na natureza e as condições climáticas no parque variam muito. Leve roupas e calçados apropriados. Uma jaqueta corta vento é essencial!

Onde fica o EcoCamp

Fotos: Flavia Costa e Nivaldo Grolla

por Flavia Costa

Jornalista e assessora de destinos e marcas do mercado de turismo, Flávia Costa adora compartilhar suas experiências e inspirar outros viajantes a descobrir lugares incríveis no Brasil e no mundo. Apaixonada por viagens autênticas, criou o blog Como um Local, com dicas e achados de moradores dos mais diversos destinos.

 

2 thoughts on “EcoCamp Patagonia”

  1. Meg disse:

    Maravilhoso!!! Quero ir nesse lugar ! Amei o texto, Flavia! Obrigada

    1. Flávia Costa disse:

      🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também:
Check-in

Four Seasons Resort Bali at Jimbaran Bay

O resort de praia da rede Four Seasons na ilha indonésia

Check-in

1 Hotels | Uma rede de hotéis eco-friendly

Os hotéis da 1 Hotels já nasceram sustentáveis