O mítico Venice Simplon-Orient-Express

O trem de luxo  Venice Simplon-Orient-Express é uma viagem no tempo

Ao chegar na estação Gare de Leste, em Paris, fizemos o check-in em um balcão montado na plataforma e, em seguida, fomos levados a um restaurante para aguardar a hora de realizar uma das viagens mais emblemáticas a bordo do trem de luxo Venice Simplon-Orient-Express – a rota da capital francesa até Veneza, na Itália. O trajeto de Paris a Veneza passa pelo interior da França, Suíça e Itália até chegar à capital da região do Veneto, no final do dia seguinte.

O luxuoso trem, que ficou conhecido mundialmente pelo livro “Assassinato no Expresso do Oriente”, de Agatha Christie, nos conduz a uma viagem no tempo. Vagões originais da década de 1920 revestidos com madeira e elegantes tecidos (nas poltronas e cortinas) retratam o esplendor e o glamour dos tempos áureos das estradas de ferro.

Funcionários vestidos com o clássico uniforme azul nos dão as boas-vindas e somos conduzidos até a cabine. O nosso mordomo explicou alguns detalhes, como o armário que guarda uma pia, e o toalete que fica fora da cabine e não tem chuveiro. Em um primeiro momento, o fato de o banheiro ser no corredor do vagão pode soar estranho; entretanto, devemos considerar que é um trem histórico e que, mesmo com a restauração, a estrutura original foi conservada.

Ganhamos um upgrade para uma suíte, que são duas cabines juntas e o dobro de espaço. Cada cabine tem um sofá que, à noite , se transforma em um beliche

Uma nécessaire branca de couro guarda as amenidades da marca inglesa Temple Spa

Restaurantes e bar

São três vagões-restaurante, sendo cada um deles com uma decoração própria. No Etoile du Nord destaca-se o lindo trabalho de marchetaria; no Côte d’Azur, são os painéis em vidro Lalique que chamam a atenção; já no L’Oriental, são os móveis em estilo chinês.

No trem há também o vagão-bar 3674, um ambiente intimista que abriga um piano de cauda, além de uma pequena loja com produtos personalizados.

Assim que o trem saiu da estação, às 22h, foi servido o jantar com quatro pratos, no Etoile du Nord. O luxo é perceptível nos detalhes: louças e copos de cristais personalizados, talheres de prata, além do atencioso serviço. Isto tudo sem falar da saborosa refeição comandada pelo chef Christian Bodigue.

Após o jantar, a pedida foi o bar, onde a música do pianista embalou os passageiros que cantaram clássicos como: “All you need is love”, dos Beatles, e “Stand by me”, de Ben E. King. Impossível não se sentir como um protagonista de um filme dos anos 1920.

Dia seguinte

O café da manhã continental é servido na cabine na hora em que o passageiro desejar.

No almoço pudemos escolher entre dois turnos (12h30 ou 14h30) e optamos pelo segundo. Enquanto aguardávamos o nosso horário, aproveitamos para curtir mais um pouco da atmosfera do bar e das paisagens bucólicas, formadas por montanhas, picos nevados e vilarejos que enchem os olhos.

Desta vez, o almoço foi no restaurante L’Oriental. Os três vagões-restaurante servem os mesmos pratos, o que muda é apenas a decoração!

E depois do almoço…….pausa para escrever cartões-postais, que o trem disponibiliza aos passageiros e envia sem nenhum custo!

O percurso sugere momentos de pura contemplação e a premissa de que o trajeto vale mais do que o destino final faz todo o sentido. O doce balanço do trem revela lindos cenários através das grandes janelas das cabines, dos restaurantes e do bar, que nem sentimos o tempo passar.

Embarcar no Venice Simplon-Orient-Express é uma oportunidade de reviver a era de ouro das viagens de trem.

Como parte da experiência de viajar no Venice Simplon-Orient-Express, ao chegar em Veneza, a dica é se hospedar no Belmond Hotel Cipriani

Além da jornada clássica de Londres a Veneza com parada em Paris (esta rota também pode ser feita ao contrário, de Veneza a Londres), o Venice Simplon-Orient-Express realiza, uma vez por ano, o trajeto de seis dias entre Paris a Istambul, na Turquia, que é combinado com noites em hotéis e passeios para conhecer as cidades no caminho. Recentemente, foi inaugurado o trajeto de Londres a Berlim.

Venice Simplon-Orient-Express é operado pela luxuosa Belmond, que tem em seu portfolio mais sete viagens de trem, além de cruzeiros fluviais e hotéis.

LEIA TAMBÉM:

Belmond Hotel Monasterio em Cusco

Belmond Hotel Cipriani: um refúgio em Veneza

Fotos: Alessandra Leite e Divulgação

Perfil

por Alessandra Leite

Editora do hotelnewstraveller.com.br

2 thoughts on “O mítico Venice Simplon-Orient-Express”

  1. Gostaria de saber dias, horários e valores sobre essa viagem.

    1. Alessandra Leite disse:

      Olá,
      Neste link você encontra os roteiros que o trem realiza e valores:
      https://www.belmond.com/venice-simplon-orient-express/search-results
      Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também:
Check-in | Experiências

explora Atacama

Exploração profunda do deserto mais árido do planeta com o explora Atacama

Experiências | What's on

Cruzeiros de expedição pela Antártica

Já pensou em conhecer a Antártica a bordo de um cruzeiro expedicionário?